O que será do futuro de André Horta?

Ele está de volta.



    14 segundos… foi o tempo que fez com que Adrien Silva ficasse impedido de jogar pelo Leicester até dia 1 de Janeiro de 2018.
    Com este atraso Adrien perdeu 21 jogos da Premier League e atrasou-se nas opções de Fernando Santos para o Campeonato do Mundo.
    A verdade é que no início da temporada eram poucas as pessoas que não incluíam Adrien no lote dos 23 eleitos, e apesar do tempo que esteve afastado da competição Adrien continua a ser uma das minhas escolhas para a Rússia.
    Porque é um médio diferente de todos os outros em Portugal, que joga sempre em alta rotação e que dá tudo de si dentro de campo.
    É claramente um médio de combate e pode ser importante em jogos contra equipas com qualidade semelhante à de Portugal e pode também jogar como médio mais defensivo quando a seleção precisar de ir atrás de um resultado mais favorável.
    Quem também ficará a ganhar com o regresso de Adrien é o Leicester que ganha mais uma opção para o meio-campo.

    Só me resta dizer que já tinha saudades de ver Adrien em campo e sei que ninguém tinha mais vontade de pisar os relvados que ele. Apesar de saber que parte em desvantagem em relação aos seus colegas ele tem qualidade para ir à luta e ser titular tanto no Leicester como na seleção portuguesa.

Comentários